Follow:
Bolonha, Vida na Itália

Culta, gorda e vermelha. Essa é Bolonha

Enquanto as outras cidades da Itália tem um apelido, Bolonha tem três.

Os apelidos não foram dados à toa, todos tem uma relação profunda com a cidade. Quer ver só?

Bolonha, La dotta ou “A culta”

é o apelido dado pela presença da Universidade mais antiga do mundo Ocidental (1088). Boa parte da população de Bolonha – 385 mil habitantes – é composta por jovens universitários.

simbolo da Universidade de Bolonha

símbolo da Universidade de Bolonha

Hoje são 80 mil estudantes que mantém a cidade viva culturalmente e claro, girando a economia da cidade.


Bolonha, la grassa ou “a gorda”

é o apelido dado por seus molhos gordos e pratos à base de porco.  A região da Emília Romanha é a terra dos produtos gastronômicos italianos mais famosos no exterior.

Prato de antipasto de bolonha com mortadela e queijo parmiggiano

Antipasto com mortadela e queijo Parmigiano Reggiano

Mortadella, tagliatelle, tortellini in brodo, lasagne, piadina, squacquerone e parmigiano reggiano são pratos e produtos que não podem se classificar como “magros”não é?

Ao contrário da parte da Romagna que abrange o litoral e o sul da região e, onde os molhos são à base de peixe, Bolonha carrega em sua tradição cidadãos que fazem questão de uma mesa farta sem pensar nas calorias.


Bolonha, La rossa ou “a vermelha”

Um apelido e várias explicações.

Alguns dizem que é por suas fachadas, pintadas com as cores quentes vermelho e ocre,  uma característica marcante da cidade.

Piazza Santo Stefano em Bolonha com pessoas passeando

Piazza Santo Stefano e seus edifícios na cor ocre

Outros dizem que é pelo posicionamento político. Bolonha foi a primeira sociedade socialista da Itália e a mais renomada administração comunista do ocidente.

E para fechar por Bolonha ser a capital da região conhecida como Terra dos motores onde há uma significativa concentração de industrias automobilísticas (Ferrari, Ducati, Maserati e Lamborghini).


Principais símbolos da cidade

prato de tagliatelli a bolonhesa

Tagliatelle al ragù

  • Se você nunca ouviu falar de Bolonha, já ouviu ao menos falar no molho à Bolonhesa que por aqui é chamado ragú ou ragú alla bolognese.
Pórticos de Bolonha

Pórticos de Bolonha

  • Em Bolonha você não encontrará as obras-primas de reconhecimento global. A arte floresceu ali através dos séculos e está inserida diretamente na paisagem urbana. A cidade conta com monumentos bem conservados que a coloca entre as mais significativas cidades de arte. O traçado medieval  da cidade é facilmente perceptível e conta com uma planta circular com vias principais e radiais. Outra característica única da cidade são seus 38 km de pórticos datados de 1200 que nos convidam a caminhar livres do frio, chuva e sol forte.  Bolonha é uma cidade perfeita para programas ao ar livre, mesmo no inverno.
Torres Garisenda e Asinelli de Bolonha

As duas Torres mais populares: Garisenda e Asinelli

  • Junto aos pórticos e às cores quentes das fachadas, suas torres podem ser consideradas como símbolos marcantes da paisagem bolonhesa. Dizem que já chegaram a 200 na época medieval mas hoje não chegam a 20 unidades. Elas são responsáveis por um quarto apelido: La Turrida ou A torreada.
Basilica San Petrônio Piazza Maggiore Bolonha

Basílica San Petrônio, Piazza Maggiore

  • Outro simbolo marcante da cidade é a Piazza Maggiore – coração da cidade – e  San Petrônio a maior igreja da cidade e uma das maiores do mundo católico.
Sombra do santuário della Madonna di San Luca

Santuário della Madonna di San Luca by www.wikiwand.com

  • O Santuário della Madonna di San Luca desponta no alto da colina da Guardia (Colle della Guardia) nos arredores e pode ser visto de vários ângulos da cidade. É o santuário mais importante da história religiosa e civil de Bolonha.
Casal com fontana de netuno bolonha

Fontana de Netuno

  • E eu não poderia esquecer  da Fontana di Netuno situada na Praça homônima ali do ladinho da Piazza Maggiore.

Bolonha é excelência nas coisas que todo mundo ama, materiais e sublimes: Da comida ao senso de comunidade. Ela chega de mansinho mas não se engane, você pode se apaixonar pela cidade.

Share:
Previous Post Next Post

Você também pode gostar

20 Comments

  • Reply Adriana Leite

    Aqui Genova é “A soberba” Dani😉

    novembro 30, 2016 at 1:41 am
  • Reply Fábio Junior Alves

    Seu eu já me apaixonei pelo post, imagina então como deve ser “estar” na cidade de Bolonha. Valeu por nos permitir viajar com vocês!

    dezembro 3, 2016 at 8:38 am
  • Reply Maria João Proença

    Pelo seu post, Bolonha parece ser uma cidade bem interessante! E aquele prato de massa à bolonhesa deixou-me já de água na boca 🙂 Obrigada pela partilha!

    dezembro 3, 2016 at 9:38 am
  • Reply Mirella Matthiesen

    Oi Dani,
    Adorei o relato de Bologna.
    É interessante, que nunca tinha pensando em visitar, mas de uns tempos para cá, ando ouvindo tanta coisa boa da cidade, que estou pensando seriamente em incluí-la na minha próxima visita a Itália … e se tudo der certo, será no ano que vem!!! Ueba!!! Vem 2017… vem 🙂

    dezembro 3, 2016 at 3:10 pm
    • Reply Dani Bispo

      Incluí sim, Bolonha é uma delícia!!!

      dezembro 3, 2016 at 6:52 pm
  • Reply Bruno Miguel

    Woooow!! Comida, comida, comida! Que delícia de cidade… Não tivemos a oportunidade de visitar Bolonha em nossas andanças pelo mundo, mas com certeza entrou na lista!

    dezembro 3, 2016 at 5:29 pm
  • Reply Flávia Donohoe

    que incrível, adorei as definições. Tenho um amigo que é de Bologna e ele me disse que realmente a cidade foi o primeiro lugar onde se comemorou a formatura, tenho muita vontade de conhecer! Abraços

    dezembro 3, 2016 at 11:02 pm
  • Reply Marlene Marques

    Oi, Dani. Adoro que tenha pegado nos três apelidos da cidade para descrever Bolonha. Para mim, só o facto do molho “à Bolonhesa” ter partido daqui, já ganhou um lugar especial no meu coração 😉 Gostei muito do seu post. Parabéns!

    dezembro 4, 2016 at 1:11 am
    • Reply Dani Bispo

      Obrigada

      dezembro 4, 2016 at 10:45 am
  • Reply Fabio Pastorello

    Já vi que eu ia engordar horrores nesse lugar. Adoro viajar pela Itália, mas a Bolonha ainda não entrou na nossa lista. Louco para conferir.

    dezembro 4, 2016 at 1:52 am
    • Reply Dani Bispo

      Engordar faz parte da experiência né? Mas dá para comer muito bem e saudável por aqui

      dezembro 4, 2016 at 10:44 am
  • Reply Eloah Cristina

    Comida!! Uhu!! Viagem pra gente tem que ter experiências gastronômicas, sem elas, a viagem nunca é completa.

    dezembro 4, 2016 at 2:31 am
    • Reply Dani Bispo

      Totalmente de acordo! #soudessas rs

      dezembro 4, 2016 at 10:45 am
  • Reply Bianca Cavalcanti

    Que delícia morar na Itália e poder falar sobre ela todos os dias… um sonho! Não conheço Bolonha, mas fiquei curiosa. Talvez no próximo ano dê um pulinho na Itália e inclua a cidade no meu roteiro.

    dezembro 4, 2016 at 8:15 am
    • Reply Dani Bispo

      Inclua sim! Você vai se encantar por Bolonha

      dezembro 4, 2016 at 10:46 am
  • Reply Edson Amorina Jr

    Itália é um país maravilhoso, não? Nós ainda não conhecemos Bolonha. Adorei ler seu relato tão culto, gordo e vermelho… rs. 🙂

    dezembro 5, 2016 at 6:38 pm
    • Reply Dani Bispo

      Total rs

      dezembro 7, 2016 at 3:20 pm
  • Reply Luiz Jr. Fernandes

    Sem dúvidas um dos melhores lugares para passear, desfrutar da beleza da vida italiana e COMER muito bem, eu amo Roma de paixão, fico pensando o que não aconteceria comigo se conhecesse os encantos da Bolonha! Belo post (e delicioso também!) Abraço!

    dezembro 6, 2016 at 8:09 pm
    • Reply Dani Bispo

      Luiz, estamos te esperando em Bolonha, vem!

      dezembro 7, 2016 at 3:20 pm
  • Reply Gissele

    Amei o post Dani! Já inclui Bonha no roteiro de julho! 😉

    Janeiro 16, 2017 at 2:15 am
  • Leave a Reply