Follow:
Bolonha, Enogastronomia, Pontos turísticos

FICO Eataly World: o maior parque gastronômico do mundo abre em Bolonha

Dia 15 de novembro em Bolonha será aberto ao público o tão esperado FICO Eataly World, o maior parque agro-alimentar do mundo.

É lógico que em se tratando de comida italiana nós estamos super felizes com esse acontecimento.

Pessoas entrando no parque Fico-eataly-world-bolonha

A entrada do parque

A convite do FICO Eataly World, ontem nós fomos conferir a pré-inauguração e viemos contatar tudo para vocês em primeira mão.

O que é o FICO Eataly World?

“Fico” em italiano quer dizer figo (fruta) mas como gíria pode ser interpretado como bacana, lindo ou pessoa muito charmosa e atraente. O nome cai como uma luva para o local.

Descrever o FICO Eataly World em poucas palavras é muito difícil.

Intitulado como Fabbrica Italiana Contadina (Fabrica Italiana Camponesa) esse projeto veio mostrar ao mundo a excelência da enogastronomia e do setor agro-alimentar italiano.

O parque é um centro educacional para alimentação e biodiversidade, onde as maravilhas dos produtos enogastronomicos e a cozinha italiana são apresentadas e narradas desde o nascimento da matéria prima até a chegada à mesa do consumidor.

Para mostrar a cadeia de produção completa ao visitante, o parque fez parcerias com centenas de pequenas e médias empresas italianas de alta qualidade que mostram a arte de fabricação de seus produtos ao vivo.

O Parque Agro-alimentar

O parque fica dentro de área total de 100.000 metros² projetados pelo arquiteto Thomas Bartoli dentro dos quais:

  • 2 hectares de campos abertos e estábulos, com 200 animais e 2000 plantações que representam a beleza da agricultura e da criação de animais;
  • 8 hectares cobertos com 40 fábricas de produtos tipicos;
  • Mais de 45 trattorias, bistrôs, restaurantes com estrela Michelin, quiosques, bares e cafés;

  • 9000 m² de lojas e mercados com os melhores produtos italianos e produtos de design de cozinha;
  • áreas dedicadas ao esporte, crianças, livros e serviços;
  • 6 salas de aula e 6 salas para atividades multimídia educativas dedicados ao homem e ao fogo, homem e mar, homem e terra, homem e animais, homem: do solo ao frasco e do homem e do futuro;
  • um centro de congressos para até 1000 pessoas, instalações de teatro e cinema;
  • O parque tem capacidade para oferecer até 30 cursos e eventos por dia.

Dentro do parque os visitantes poderão se deslocar a pé, de bicicleta – o parque possui uma ciclovia especial para elas – ou de trenzinho.

Para citar algumas atividades que poderão ser realizadas no parque, além de muita comilança os visitantes poderão participar da fabricação de massas tradicionais, moagem de azeitonas, observar pelas vitrines das fábricas como são feitos biscoitos, panetone e doces, participar das atividades multimídias educativas, visitar os estábulos para conhecer as raças de produtos de excelência italianos, visitar plantações, conhecer como é o processo de caça as trufas e muito mais.

Você pode reservar uma das experiências nesse link aqui.

Como chegar ao FICO Eataly World?

O parque fica localizado na Via Paolo Canali, 8 Bologna a 20 minutos de ônibus da estação central e a cerca de 50 minutos do aeroporto de Bolonha G. Marconi.

De carro

Vindo de Florença, Milão ou Ancona: Pegue a saída “Bologna Fiera” na auto-estrada A14. Entre no Viale Europa e continue pelo Viale Tito Carnacini e Viale Giuseppe Fanin em direção a Via Paolo Canali.
Vindo de Pádua: Sair em Bolonha Arcoveggio e entrar na Tangenziale nord de Bolonha na direção de Ancona.
Pegue a saída 8bis em direção a Granarolo dell’Emilia. Finalmente pegue o Viale Europa e Viale Giuseppe Fanin em direção a Via Paolo Canali.
O parque oferece 2500 vagas para carros.
As 2 primeiras horas de estacionamento são grátis.
As horas sucessivas custam 1,50€/hora.

De trem

Pegue um trem até a Estação Central de Bolonha (Bologna Centrale). Ao sair da estação atravesse a rua em frente à praça e espere no ponto de ônibus o shuttle NAVETTA FICObus” (um ônibus articulado).
O serviço funciona todos os dias a partir das 9:30h.
De segunda a sexta-feira em intervalos de 30 minutos, sábados e feriados a cada 20 minutos.

Bilhete somente de ida – 5€
Bilhete de ida e volta – 7€
Bilhete de ida e volta para grupos de no mínimo 4 pessoas – 5€ (somente compras online)

De avião

Chegando no aeroporto de Bolonha você pode pegar um táxi direto para o FICO.
O Parque tem convenção com uma empresa de taxi COTABO (tel 051- 342727). O trecho até o parque custa 23€.
Caso prefira o transporte público no aeroporto pegue o shuttle Airbus – como expliquei neste post – até a estação central de trens.
De lá o pegue “NAVETTA FICObus” como expliquei acima.

Horário de abertura

 O parque abre todos os dias de 10h às 00h

Preço

Não é cobrado ingresso para entrar no parque, mas alguns serviços e experiências são a pagamento.
O Gran tour de 1 hora de duração custa €15 e ao meu ver é uma experiência obrigatória.
Nele o visitante será conduzido por um embaixador que mostrará todo funcionamento do parque.
O passeio começa nas áreas ao ar livre onde você pode descobrir as principais cultivações italianas e raças de animais.
Depois passará pelas 40 fábricas camponesas e terminará na área de restaurantes e lojas.
O tour é oferecido somente nas línguas italiana e inglesa.
Se você precisar de um guia ou acompanhante que fale português, nós escreva – contato@abolonhesa.com

Conheça nossos serviços turísticos na Emilia-Romanha

O Gran tour funciona todos os dias das 11h às 12h e das 15h às 18h, custa 15€e pode ser reservado pelo site.

O pacote para as 6 experiências multimídias custa 10€
Além disso eles oferecem vários outros cursos, workshops e visitas à fábricas na faixa de 20€
Consulte os cursos oferecidos neste link aqui
Share:
Previous Post Next Post

Você também pode gostar

11 Comments

  • Reply Carla Mota

    Não conhecia esse parque. Adoro provar comida nova e diferente. para mim é um dos privilégios das viagens, abrimos horizontes até na gastronomia. Obrigada pela partilha.

    novembro 11, 2017 at 10:48 am
  • Reply Luciana Rodrigues

    Dani, que legal! Deve ter sido uma experiência única. Espero poder ir a Bolonha em breve para percorrer esses mesmos lugares. Me faz companhia, vai!

    novembro 11, 2017 at 11:58 am
    • Reply Dani Bispo

      Com muito prazer hehe

      novembro 11, 2017 at 6:25 pm
  • Reply Francisco Agostinho

    Tendo lá a pecuária significa que toda a carne utilizada nos restaurantes é “produzida” no local ?

    novembro 11, 2017 at 12:51 pm
    • Reply Dani Bispo

      Boa pergunta: eles não abatem os animais do parque. Os bichinhos do parque são bem sortudos hehe

      novembro 11, 2017 at 6:26 pm
  • Reply Ana

    Wow! Não sabia da existência nem conhecia o conceito, mas parece super interessante e muito educativo! Por vezes nem nos lembramos da história das coisas que consumimos, que todas têm um percurso que passa por várias mãos e etapas até chegar a nós. Parece um sítio fantástico para famílias!

    novembro 11, 2017 at 5:00 pm
    • Reply Dani Bispo

      Exatamente Ana, e em se tratando de Itália esse percurso é super importante

      novembro 11, 2017 at 6:27 pm
  • Reply Robba Caravieri

    Gente que lugar legal. Tem um aqui em São Paulo, mas eu sou meio preguiçoso e ainda não visitei (risos).
    Valeu pela dica, pra minha próxima passagem por aí! Abraços!

    novembro 13, 2017 at 2:00 pm
  • Reply Viviane Carneiro

    Nossa… que demais! Já quero conhecer! Se eu já amei o Eataly de São Paulo, imagina esse lugar. Um parque diversão para amantes da gastronomia. Amei!

    novembro 13, 2017 at 5:56 pm
  • Reply Renata Rocha Inforzato

    Eu morreria num lugar desse… O que me surpreendeu é que os preços são bem acessíveis… Bem que podiam abrir um em Paris

    novembro 16, 2017 at 11:34 pm
  • Reply Maria João Proença

    Uau, que sitio impressionante! Para quem adora comida italiana (acuso-me, desde já), deve ser um autentico paraíso!! Obrigada pelas dicas 🙂

    novembro 17, 2017 at 12:00 am
  • Leave a Reply