Follow:
Antes de viajar, Info úteis, Vida na Itália

Informações importantes que você deve saber antes de viajar para a Itália

Antes de viajar para a Itália ou para qualquer outro país, normalmente o turista perde um tempo traçando seu roteiro, reservando hotéis, atrações turísticas e lendo conselhos de outros viajantes que já estiveram no destino.

O que nem sempre encontramos na rede são informações úteis vindas de um compatriota que mora no local.

Apesar de morar aqui há pouco tempo, lá se vão 7 anos de viagem constantes para a Itália.

Ambas experiências – como turista e como moradora – me deram bagagem suficiente para listar o que vocês devem saber antes de viajar para a Itália ou para fazer por aqui e deixar sua viagem inesquecível.


O que você deve saber antes de viajar para a Itália

Nem todo mundo fala inglês

Não pense o país – só por estar na Europa – todo mundo fala inglês. Muitas pessoas tem esta ideia antes de viajar para a Itália.

A população mais idosa – a maioria da população – não fala nada e muitas vezes ainda usa o dialeto local para se comunicar.

Nas grandes cidades será relativamente fácil se virar em inglês, principalmente com a população mais jovem, mas no interior.

Entretanto nas cidades pequenas muitas vezes a comunicação poderá se tornar difícil então use a mímica e…


Aprenda 4 palavras em italiano

Não existe nada mais simpático que um turista que fala ao menos as 4 palavrinhas mágicas do país que está visitando.

Antes de viajar para a Itália memorize as palavras a seguir:

Bom dia – buongiorno

Por favor – per piacere ou per favore

Obrigada – grazie

Desculpa/com licença – Scusi 

Não é difícil né?

Aprendendo essas 4 palavrinhas, você abrirá muitas portas e sorrisos.


Coma como os moradores locais, sua viagem pela Itália depende dessa experiência

Esse país respira comida. Vir à Itália e não comer como os italianos é não ter uma experiência de viagem completa.

Se precisar de uma verdadeira refeição à italiana, vá à uma Trattoria ou Osteria.

casal sentado à mesa de uma bottega em Bolonha

As bottegas em Bolonha são uma ótima opção para comer como os Italianos. Escolha seu pão, queijos e frios e monte um panino (sanduíche).

Para um lanche rápido prefira um panino ou uma pizza ao taglio (pizza em pedaços). Sente-se em qualquer praça e faça seu lanche. “Farofa” para nós brasileiros e super normal para qualquer europeu.

pessoas na frente do balcão de frios em um supermercado

Seção de frios de um supermercado italiano. Um verdadeiro paraíso para quem quer preparar seu sanduíche em casa

Se quiser economizar, vá ao supermercado, compre pão, queijos e frios locais. Faça um belo sanduiche e leve para turistar com você. Queijos e frios é o que os Italianos tem de melhor.

O importante deixar a preguiça de lado e não sucumbir às redes americanas de fast food.

Se precisar comer um hambúrguer procure uma hamburgueria italiana! Também já virou moda por aqui. Pode confiar pois a carne deles é maravilhosa.


 Explore os mercados locais

Homem com sacolas saindo do mercado enquanto vendedora arruma sua banca de vegetais

Não há melhor local para você conhecer o estilo de vida italiano que os mercados

Não existe local mais apropriado para conhecer o estilo de vida italiano que os mercados locais.

Além de conhecer e associar nomes  às frutas e verduras você poderá observar como os italianos valorizam o que comem.


Só compre os bilhetes de trem com antecedência se você precisar MUITO economizar

Em cada grande cidade que você pisar vai descobrir inúmeros vilarejos imperdíveis no entorno.

Comprar bilhetes de trem antes de viajar para a Itália é engessar demais sua viagem.

Além disso os bilhetes de trem regionais (que param de cidade em cidade) não sofrem variação de preço se comprados com antecedência.


Não esqueça de validar seu bilhete de trem em papel

Não basta comprar o bilhete de trem, tem que timbrar em uma das maquininhas que ficam penduradas nas paredes das estações.

Vista da maquina de validação de bilhetes em uma parede amarela

Máquina de validação dos bilhetes ficam nas paredes das estações. Geralmente no caminho para as plataformas.

A não validação antes do embarque dos bilhetes de papel comprados nas máquinas ou guichês nas estações, implica em uma multa de 50 euros a ser paga na hora ao controlador!

Os bilhetes comprados pela internet não precisam ser validados antes do embarque.

Leia também o post Regras de bilhetes de trem na Itália


Nem todos os trens são cheirosos, limpos e novos

Sim meus queridos leitores, essa é “a vida como ela é!”

Os trens regionais são aqueles que atendem à população em geral. Muitos deles param em quase todas as estações pelo caminho. Além disso são mais antigos e nem sempre são limpos.

Vista das poltronas azuis do trem regional italiano

Trem regional da trenitalia é mais simples que os outros e nem sempre estão limpíssimos como a foto. fonte: gonews.it

Se quiser trens mais confortáveis e limpos, como alternativa aos trens regionais, compre o Intercity que normalmente são mais rápidos, limpos, confortáveis e consequentemente custam mais.


Chegou a primavera prepare-se, o nariz vai arder com os odores à sua volta

Começou a primavera, o tempo esquenta e as pessoas transpiram.

À partir dessa época do ano que você poderá ser sorteado e ganhar o maravilhoso prêmio de ter ao seu lado no trem pessoas que não tem uma higiene pessoal assim tão “primorosa” como a nossa.

Margaridinhas em todos os cantos! Ahhh a primavera… #margherita #margherite #primavera #primavera2017 #rimini #italy #italy

Uma publicação compartilhada por Dani Bispo (@abolonhesa_com) em

Independe do tipo de trem que você comprar. Mal cheiro não escolhe classe social. Agora mesmo estou escrevendo este post dentro de um confortável intercity, com pessoa ao meu “ladinho” que parece que pisou em um coco de cachorro e faz arder meu nariz de tanto mal cheiro.

Tenha sempre com você um lencinho cheiroso para poder levar ao nariz.


Nos supermercados você mesmo pesa suas frutas e legumes

Balança com um saco de batatas apoiado

Basta apoiar seu saquinho e digitar o código “tasto bilancia” que está na plaquinha com preço do produto e esperar que automaticamente o adesivo com preço e código de barras sairá da impressora.

Bastar anotar o código que está na plaquinha de preço junto ao produto, ir até a balança, apoiar o saquinho e digitar na tela o código.

Da impressora sairá automaticamente uma etiqueta com o peso, valor e código de barras.


Não toque em frutas e legumes expostos

Entendo perfeitamente que nosso impulso é tocar no que vamos comprar.

Na Itália ao menos que você queira levar uma bronca não toque em nada!

Uma mão com luva plástica segura uma batata

Nos supermercados, a mão que toca nos legumes deve sempre vestir com uma luva plástica. Na plaquinha com o preço está também o número “tasto bilancia” que será usado na na balança quando for pesar o alimento.

Nos supermercados antes de escolher, vista uma luva plástica. Elas normalmente ficam no mesmo local que saquinhos plásticos de pesar os alimentos. Basta vestir em uma das mãos e escolher o que vai levar.

Nas lojas de rua chamadas alimentari,  aponte para as frutas e legumes que você quer e vendedor escolherá por você.

Elas são lindas justamente porque ninguém toca!


Queijo parmesão e massas com frutos do mar não combinam

Você até pode pedir mas se arriscará em ouvir um garçom se recusando a trazer ou na melhor das hipóteses receberá um olhar de reprovação.

Spaghetti allo scoglio

Para os italianos, queijos e frutos do mar juntos no mesmo prato não faz nenhum sentido.


Cappuccino só até as 11h

Por aqui cappuccino é uma bebida de café da manhã.

Xicara de café na Itália tipo cappuccino com doces ao fundo

Tradicional cappuccino italiano não leva chocolate e só é bebido no café da manhã

Se pedir um cappuccino depois o almoço também vai ouvir um garçom ou o barista fazendo piada.

Em alternativa eu aconselho a ir a um bar, pedir seu cafezinho e pingar um pouco do leite das jarrinhas que ficam disponíveis no balcão.


Não conte muito com cartão de crédito/débito, tenha sempre dinheiro em espécie

Os italianos não tem o hábito de usar “dinheiro e plástico” e por consequência muitos estabelecimentos não o aceitam. Se programe antes de viajar para a Itália e se puder traga em espécie.

E se por acaso precisar usar o cartão por segurança, verifique se o estabelecimento aceita antes de consumir.


Tenha sempre moedas à mão

Muitas máquinas dependem de moedas para funcionar. Por exemplo: máquinas de venda de passagem dentro dos ônibus, máquinas de venda de água mineral ou de tickets dos estacionamentos só funcionam com moedas.

Se por acaso você precisar trocar uma nota alta (de 50 ou 100 euros por exemplo) para pagar um café por exemplo, ninguém vai reclamar. Então aproveite troque suas notas de modo a ter sempre moedas à mão.


Para acompanhar sua refeição, faça como os italianos, peça vinho ou água

Esqueça o tradicional suquinho de laranja servido em qualquer restaurante brasileiro.

Suco por aqui só em casa ou então industrializado.

Lasanha à bolonhesa euna taça de vinho do restaurante Altro bolonha

Refrigerante e os chás industrializados são servidos nos restaurantes mas italiano nenhum pede. Eles fazem mal à saúde, custam mais que uma taça de vinho e o mesmo que uma garrafa d’água.

Você não deixaria de tomar uma taça de vinho para beber refrigerante não é?


Água potável em fontes e torneiras

Ao menos que esteja escrito o contrário, você pode reabastecer sua garrafinha de água tranquilamente nas diversas fontes espalhadas pelas cidades ou nas torneiras de qualquer estabelecimento.

Fonte na entrada do Giardino dei aranci #roma #rome #italy #italy #giardinodeiaranci #giardino #lazio #lazioroma

Uma publicação compartilhada por Dani Bispo (@abolonhesa_com) em

Não precisa se preocupar com a sujeira vinda da caixa d’água. Há anos elas foram abolidas das casas e edifícios. Motivo? É muito raro um corte no abastecimento, conhecido no Brasil por falta d’água.


Jogue o papel higiênico usado direto no vaso sanitário

Certamente você notará um cestinho ao lado de cada caso sanitário, mas eles são usados somente para receber absorventes e outros lixos maiores.


Café sentado nem sempre é mais caro

Nas cidades menos turísticas, sentar à mesa em um bar – os cafés por aqui se chamam “bar” – nem sempre é sinônimo de pagar mais caro.

Pessoas tomando o café no balcão do bar na Itália

A maior parte das pessoas tomam seu café em pé no balcão, mas neste bar por exemplo eu levo meu café até a mesa e tomo por lá sem pagar nada a mais por isso.

Contanto que você não seja servido por um garçom, o preço será o mesmo.

Em muitos bares você deve se dirigir ao caixa e pagar. Com a fichinha faça seu pedido no balcão e com ele em mãos e se dirija  à uma mesa vazia do salão. Se não houver nenhum garçom servindo as mesas pode sentar tranquilamente


Não esqueça que todo restaurante cobra o coperto

O coperto é uma taxa referente ao pão + serviço e é cobrada por pessoa.

Ela varia entre 1,50 e 3 euros – dependendo do nível restaurante – e mesmo você recusando o pãozinho da mesa vai ter que pagar.

Por outro lado você saberá exatamente quanto gastará pelo serviço.


Pizza é individual e os pratos também são

A tradicional pizza Italiana (redonda) tem um tamanho igual à pizza média no Brasil e cada italiano pede a sua sempre acompanhada de cerveja.

Os pratos de comida em geral também são servidos em porções individuais, mas nada impede que você os dívida com alguém.

Eu e o marido não conseguimos comer uma pizza inteira cada um, então ultimamente pedimos uma e a dividimos.

Um casal sentado com pizza e cerveja

Cada um com sua “pizza individual”. É assim que os Italianos comem pizza. Sempre acompanhado de cerveja

Nos restaurantes muitas vezes pedimos um primo (prato de massa), um secondo (prato de carne) + um acompanhamento e dividimos tudo.

Muitos restaurantes torcem o nariz, mas a maioria é bem gentil e às vezes até trazem à mesa a porção já dividida em dois pratos.

É claro que não é aconselhável entrar em um restaurante pedir somente um prato, dividir e sair.

Além do prato, peça ao menos um antepasto ou sobremesa. Caso contrário você será considerado pão duro.

Ou em último caso antes de viajar para a Itália faça uma dieta e encare todos os pratos individuais possíveis.


Atenção ao atravessar na faixa de perdestes: nem todo motorista para. Se parar agradeça!

Pelo menos onde moro, na região da Emília-Romanha, de uma maneira geral basta que você coloque o pé na faixa de pedestres para o motorista parar o carro.

Mas veja bem, eu disse de um maneira geral pois isso não é regra.

Tem sempre aqueles apressadinhos que passam direto.

Então antes de se jogar na frente de um carro, preste bastante atenção. E quando um deles finalmente parar, agradeça com um aceno.


Os doces italianos não são tão doces como os nossos

Se você é um “dolcione” como eu, vai ter que rever seus conceitos por aqui.

Os doces são doces mas não ao nível de um brigadeiro.

Se você é daqueles que têm crises de hipoglicemia compre um chocolate ao leite. Esse sim tem açúcar!


E não se assuste:

  • Italianos não respeitam fila;
  • Italianos falam berrando ao telefone, principalmente nos transportes públicos;
  • Assoam o nariz em público e acham nojento uma pessoa que funga;

Mas em geral é um povo extremamente amável e cativante dentro de um país belíssimo.

Aproveite e leia também o post Hábitos italianos que já incorporei na minha vida

Share:
Previous Post Next Post

Você também pode gostar

13 Comments

  • Reply Fábio Junior Alves

    Uau, adorei ler e reler este post, à primeira vista, assim que os brasileiros chegam ao país, os italianos parecem ser pessoas mal educadas, mal cheirosas e facilmente irritáveis, mas com o passar do tempo e a adaptação a alguns costumes que são praticamente o oposto dos brasileiros vamos ficando cada vez mais apaixonados por este povo.

    abril 1, 2017 at 2:22 pm
  • Reply Francisco Agostinho

    Muto legal, esses mercados…ai ai deixam água na boca, queijos, enchidos, vinho, pizza…o mediterrâneo é o PARAÍSO da comida!!

    abril 1, 2017 at 6:18 pm
  • Reply Cynara Vianna

    Dani, adorei esse post, lembrei de algumas coisas que presenciamos ou vivenciamos quando estivemos por aí (fomos 2 vezes). A pizza então lembro muito bem o susto que levamos quando recebemos em nossa mesa, caímos na risada porque pensávamos numa pizza brotinho e lá vem uma enorme para nossos padrões de pizzas individuais. Vou compartilhar esse post ok? Bjs.

    abril 1, 2017 at 10:55 pm
    • Reply Dani Bispo

      Pois é. Muito grande para os nossos padrões kkkk obrigada pelo compartilhamento

      Bjs

      abril 2, 2017 at 8:27 am
  • Reply Gabi Pizzato

    Grazie, Dani!
    Muitas curiosidades locais e várias que eram desconhecidas… adoro!
    Não sabia essa de não poder tocar nos alimentos no supermercado. E aí, não há sacolas também como em outros lugares?
    Lembro que ketchup na pizza é uma ofensa e também não era muito comum deixarem a gente ficar conversando na mesa após a refeição; fomos praticamente convidadas a liberá-la para outros clientes. Ainda é assim?
    Enfim… tenho muito para explorar na Itália ainda!!!
    Obrigada por compartilhar um pouco da sua cultura!

    abril 2, 2017 at 3:11 pm
    • Reply Dani Bispo

      Oi Gabi, tem sacola sim, mas são pagas.
      Quanto a levantar da mesa, sinceramente não sei desse habito não. Acho que por aqui é até o contrário: os italianos comem e ficam a tarde toda á mesa. Eu e o Marco quando estamos entre amigos ficamos tanto tempo que estamos cansados de ser expulsos de restaurantes porque eles estão fechando kkkk.

      bjs

      abril 2, 2017 at 3:47 pm
  • Reply angela sant anna

    adorei o post! já estou me preparando para a Italia em junho! esse negocio de fungar o nariz é muito tenso, pq achava muito ruim assoar no meio dos alemaes toda h, ai levantava toda vez, ia no banheiro, assoava e voltava haueahe muito bom saber do coperto e do cafe q pode ser tomado na mesa, além do capuccino!

    abril 3, 2017 at 12:03 am
  • Reply Marcia Picorallo

    Dani, que dicas ótimas! Já sabia muitas delas, mas a gente sempre vacila por conta da cultura, né? Na minha terceira vez na Itália levei bronca ao tocar em frutas. Cometi o crime de recusar o pãozinho que faz parte do coperto (eu sabia da obrigatoriedade, mas inconscientemente acho que queria ver o que acontecia) e tive um atendimento péssimo e demorado. E fedidinhos no trem infelizmente não são exclusividade da Itália, né? Minha dica é sempre ter um echarpe para cobrir o nariz rsrsrs abraços

    abril 3, 2017 at 4:57 pm
    • Reply Dani Bispo

      Ahhh eu normalmente recuso o pãozinho também (menos glúten rs) exceto quando ele é feito no restaurante rs. Adorei a dica do echarpe kkk

      abril 4, 2017 at 12:00 am
  • Reply Andre Parente - Tempo de Viajar

    Gosto sempre desta informações mais práticas, pias ajudam muito no momento de planeamento. Obrigado!

    abril 6, 2017 at 4:18 pm
  • Reply Edson Amorina Jr

    Oi Dani, que post excelente!

    Consegui identificar muita coisa de nossa viagem pela Itália, mas também aprendi coisa nova. Vai ajudar bastante quando voltarmos para aí.

    abril 9, 2017 at 1:12 pm
  • Reply Tatiane

    Oi ,Dany adorei suas dicas …já estou me preparando p conhecer a Itália contagem regressiva irei em junho ..ótimas dicas para não pagar micos .obg

    maio 5, 2017 at 1:14 am
  • Reply Tatiane

    Oi ,Dany adorei suas dicas …já estou me preparando p conhecer a Itália contagem regressiva irei em junho ..ótimas dicas para não pagar micos .obg

    maio 5, 2017 at 1:14 am
  • Leave a Reply