Follow:
Burgos mais belos da Itália, Emília Romanha, Montegridolfo

Montegridolfo, um dos burgos mais belos da Itália

Lindo e convidativo, Montegridolfo foi eleito como um dos burgos mais belos da Itália.

O titulo foi dado pelo clube I borghi più belli d’Itália, uma iniciativa para valorizar o grande patrimônio de história, arte, cultura e tradições dos pequenos burgos italianos que muitas vezes caem no esquecimento e degrado por não receberem um fluxo considerável de turistas.

O clube indica os burgos mais lindos por todas as regiões da Itália.

A Emília-Romagna conta com 12 burgos classificados:

Bobbio, Brisighella, Castell’Arquato, Compiano, Dozza, Fiumalbo, Gualtieri, Montefiore Conca, Montegridolfo, San Giovanni in Marignano, San Leo e Vigoleno.

Conhecer esse projeto foi o empurrão que eu precisava para conhecer lugares fofos que ficam pertinho de onde moro e mostrá-los por aqui.

Breve história de Montegridolfo

Vista lateral de duas torres do Castelo de Montegridolfo

Montegridolfo nasceu como um ponto de guarda no cume da montanha que separa o Vale do Conca, localizado entre a região da Romanha (Romagna) e a região das Marcas (Marche).

Construído por volta do ano 1000 permaneceu sobre a jurisdição da família Malatesta até por volta de 1500.

Sua posição estratégica o transformou em território de batalha nos confrontos entre os senhores de Rimini e de Urbino, e por isso a fortaleza sofreu sucessivas destruições.

Em 1288, Montegridolfo foi saqueado e incendiado por seus vizinhos de Mondaino e Saludeccio.

Vista de uma das ruas do burgo de Montegridolfo

Em 1338, Galeotto Malatesta reforçou a segurança com poderosas muralhas e quatro torres imponentes em defesa do centro habitado e assim contribuiu para a conservação do burgo.

Nos anos sucessivos, Montegridolfo passou pelas mãos de Montefeltro, Cesare di Borgia, de Veneza e do Estado Pontifício.

Durante a segunda guerra Mundial Montegridolfo encontrava-se sobre a “Linha Gótica” onde confrontaram anglo-americanos e nazi-fascistas.

Vista de uma casa do Borgo de Montegridolfo

Nos anos 90 o Castello de Montegridolfo – como também é chamada a fortaleza – foi criteriosamente restaurado pela famosa estilista italiana Alberta Ferretti e dedicado ao turismo: o resultado é um tipo de museu a céu aberto, extremamente agradável e até um pouco “arrumadinho demais”.


O que visitar

O borgo

Rampa de acesso, porta de entrada o burgo de Montegridolfo

Rampa de acesso e porta de entrada de Montegridolfo

O acesso principal ao burgo murado é feito por uma porta elegante do século XVI. Sobre a porta está uma das torres.

Ao entrar você encontra imediatamente um amplo espaço aberto, a Capela Viviani e uma “Madonna negra”, colocada na parede lateral de uma casa. É tudo o que restou da igreja de Sant’Agostino destruída pela guerra, em 1944.

Estátua da madonna negra colocada na parede lateral de uma casa de pedras

A Madonna negra colocada na parede lateral de uma casa

Percorra então as estreitas ruas que reproduzem uma implantação urbanística medieval margeadas por edifícios de pedras e vistas de provocar suspiros.

Os edifícios mais notórios do vilarejo são o Palazzo Comunale, logo ao lado da porta de entrada da cidade, e o elegante Palazzo Viviani onde hoje funciona um hotel e um restaurante.

Rua de pedra, dois bancos na frente de um gradil e vista dos campos de montegridolfo

Aprecie as vistas dos campos

Em 20 minutos você cruza o burgo de ponta à ponta entretanto reserve um tempo para sentar em um dos inúmeros bancos espalhados pelas esplanadas, aprecie a paisagem do litoral de Pesaro, Rimini e parte inferior do vale do Rio Foglia.

No pequeno burgo é grande o número de restaurantes, lojas de artesanato ou de enogastronomia local.  Se for na primavera/verão aproveite um dos restaurantes com mesas ao ar livre.

Vista de uma das ruas do burgo de Montegridolfo

as ruas estreitas tem um traçado medieval e são margeadas por edifícios de pedras


Museo della linea dei Goti

Fora da muralha, praticamente embaixo da porta está o Museo della linea dei Goti 1943-1944 que expõe recordações relacionadas com a quebra da Linha Gótica pelos aliados na Segunda Guerra Mundial além de uma grande coleção fotográfica, armas, modelos militares e jornais e estampas de propagandas de guerra da época.

Informações: no verão o museu abre somente aos sábados pela manhã e domingos à tarde; No inverno está aberto apenas domingo à tarde;


Igreja de San Rocco

Vista da fachada da igreja de San Rocco

Igrejinha de San Rocco

Ao lado do Museo della linea dei Goti  está a Chiesa di San Rocco.

Construída em 1427 essa igrejinha guarda no seu interior a esplendida tela la Madonna col Bambino (1620) de Guido Cagnacci e os lindos afrescos. Um deles é atribuído ao artista  Girolamo Marchesi da Cotignola.

A parte interessante é que a responsável pela chave da igreja é uma senhorinha que mora na casa de frente.

Quando estive lá a porta da igreja estava trancada, ela passou e nos viu fazendo algumas fotos e nos ofereceu para abrir.

Posteriormente lemos em um cartaz que para entrar na igreja basta tocar a campainha da casa dela e pedir a chave, coisas de pequeno vilarejo.

Leia os posts sobre os burgos mais belos da Itália


 Santuário della Beata Vergine delle Grazie

Vista da fachada do Santuário della Beata Vergine delle Grazie

Santuário della Beata Vergine delle Grazie onde aconteceu dupla aparição de Nossa Senhora

Após a dupla aparição de Nossa Senhora à duas pessoas humildes em julho 1548,  foi erguido no mesmo local o Santuario della Beata Vergine delle Grazie.

Meta de peregrinação, o santuário possui no seu interior uma tela que representa a Aparição da Madonna, realizada em 1549 por Pompeo Morganti. Sobre o fundo da tela se nota a fortaleza de Montegridolfo.

A construção atual – de origem no século XVII – foi muito modificada mas ainda conserva alguns móveis de época.

 


Como chegar à Montegridolfo

Avião:

O aeroporto Bolonha fica a 153 km de distância do burgo de Montegridolfo.

O aeroporto de Rimini apesar de ser mais próximo, tem uma carência maior de voos.

Chegando pelo aeroporto de Bolonha você tem as seguintes opções:

Alugar um carro – a opção mais comoda- ou ir até a Estação Central de Bolonha e…

Leia também nosso post sobre Rimini

Trem + Ônibus:

…pegar um trem até Cattolica-S.Giovanni-Gabice (2h-€11,10) e de lá pegar o ônibus da linha 134 até Boccioni e depois a linha 175 até Montegridolfo.

Carro:

Siga pela Autoestrada A14 Bologna – Ancona e pegue a saída “Cattolica”. De lá seguir para San Giovanni Marignano, Saludeccio, Mondaino e enfim Montegridolfo.

Os carros não podem entrar no centro histórico portanto a melhor opção é estacionar nas várias vagas próximas à rampa de entrada e Igreja San Rocco.


Onde Comer

Infelizmente não tive a oportunidade de almoçar no burgo. Fui no inverno e todos os restaurantes estavam fechados.

Segundo o Tripadvisor os restaurantes mais cotados são esses abaixo.

Vista das mesas da Osteria dell'Accademia

Mesas externas da Osteria dell’Accademia

Osteria dell’Accademia – Osteria dentro do Palazzo Viviani. Possui um lindo terraço aberto com vista.

Ristoro di Palazzo Viviani –  Restaurante do hotel Viviani. cozinha moderna e criativa.

Trattoria Del Castello Da Ernesta – Local e cozinha simples. Localizado fora dos muros.


O que comer

Pratos da tradição Romanhola são tagliatelle al ragù, tagliatelle ai funghi, strozzapreti pasticciati e al sugo,  polenta al sugo; carnes de cordeiro (agnello), coelho (coniglio), frango (pollo) e pombo ao forno (piccione al forno), queijos e frios..

Os vinhos Trebbiano e Sangiovese di Romagna são aqueles que combinam perfeitamente com pratos de colina.


Onde Dormir

O Palazzo Viviani é o hotel mais lindo (e chique) de Montegridolfo.

Na região existem também outros hotéis e Agriturismi (hotéis-de campo).

Se você se interessar em dormir por lá, faça sua reserva por este link do booking.com  e nos dê a possibilidade de ganhar uma comissão. Não custará nem um centavo a mais para você.


Outras dicas

Além de visitar o burgo você aproveite para conhecer algumas empresas agrícolas e adquirir o excelente mel ou azeite de oliva locais.

Mel

Azienda Agricola Bardeggia Giudittina – Endereço:  Via Borgo, Montegridolfo, (RN) 43° 51′ 29″ N, 012° 41′ 22″ E

Azeite de Oliva

Oleificio F.lli Renzi – Endereço: Località San Pietro, Montegridolfo, (RN) 43° 51′ 59″ N, 012° 41′ 51″ E
Oleificio Renzi Giovanni – Endereço: Località San Pietro, Montegridolfo, (RN) 43° 51′ 58″ N, 012° 41′ 38″ E
Azienda Agricola Fraternali Grilli Primo – Endereço: Via Villa Parigi 37, Montegridolfo, (RN) 43° 51′ 37″ N, 012° 42′ 40″ E
Share:
Previous Post Next Post

Você também pode gostar

No Comments

Leave a Reply